domingo, 24 de maio de 2009

Do me good!

O post fica ainda mais gostoso se for acompanhado da música Do me good - Amy Winehouse

Observei-a embalando ao som da música lenta e envolvente. Ela saiu do banho com os cabelos longos e molhados, enxugando-os com a toalha, como se não tivesse compromisso com o tempo. Como se eu não estivesse ali. Era bem resolvida de todas as formas. Uma mulher que encanta conforme a conhecemos. Educada, inteligentíssima, linda e sensual... Nossa! como a beleza dela me cegava! Sempre tentei deixá-la passar despercebida, mas nunca consegui. Aqueles cabelos volumosos e compridos que enquanto ela secava se olhando para o espelho, batia o reflexo do sol em seus olhos cor de mel e deixando à mostra aquelas curvas dos deuses. Não era como nenhuma daquelas mulheres de revistas, mas tinha um ar tão encantador e sensual que poderia seduzir qualquer um. Qualquer!



Enfim me olhou, ainda dançando. Ela também me desejava. Seu quadril embalava lentamente, enquanto seus olhos fechavam, seus cabelos passeavam pelo rosto e seus pés ritmavam a dança, que eu não sei qual é, mas me fazia entrar na onda da música e desejar aquela mulher cada vez mais. Tirei meu casaco, me apoiei na cama com os cotovelos, para olhá-la confortavelmente. Meu tempo parou junto com o dela. Nossos relógios não tinham hora para girar.



Uma gota ainda do banho quente que ela acabara de tomar, escorria pela sua pele, passeou pelos seus seios firmes, parou no bico rosado, duro... E continuou a descer. Minha pele é que ficava arrepiada só de olhar. Meu mastro já estava de pé, meu corpo implorando por meu objeto de desejo e meus pés dançavam a música daquele ambiente tão aconchegante. Eu queria mostrar a ela que eu poderia ir além da nossa imaginação, que eu abraçaria ela e pararia o mundo para sentir aquele corpo.E sem falar uma palavra, o fiz.



Talvez ela tenha escutado meus pensamentos, afinal, aquele momento era somente nosso. Puxei-a pelo quadril, ela sorriu linda, como sempre. Empurrei o corpo dela para baixo, ela se ajoelhou e ficou de frente para mim. Coloquei minha mão na sua nuca, enquanto a outra passeava por aquele corpo cheio de curvas. Dei-lhe um beijo cheio de tesão. Um beijo que esperei naquela manhã, ou tarde, não sei... O tempo definitivamente não importava. Meus beijos foram descendo, beijei-a no queixo, no colo, os seios... Ah, os seios...



Beijei com vontade, mordisquei, chupei-os. Ela fechava os olhos e sentia nossa dança. Segurei-a no colo e a coloquei na cama. Ela se entregou, deixando nosso prazer explodir a qualquer momento. Desci para seu sexo e minha língua passeou ritmada com a música, deixando ela se contorcer nesse espetáculo musical. Fechei os olhos e deixei meu corpo fazer o que tinha vontade. Ela, ainda trêmula, se ajoelhou e caiu de boca no meu mastro. Movimentos de vaivém com uma desenvoltura invejável, uma boca de anjo, um corpo de mulher, uma vontade de animal...



Segurei-a pelos cabelos e não deixando terminar de me sugar, coloquei-a deitada e entrei no paraíso. Ela gemia de prazer, de dor e de tudo o mais que nem ela e nem eu sabíamos. A música mudou. O ritmo também. Nós suávamos e deixávamos escorrer nosso suor por aquela cama, que fora cúmplice de tudo aquilo que acontecia. Mudamos de posições até que ela ficou em cima de mim. Com aqueles olhos e aquele corpo quente, apertado, não pude me conter, ela previu e relaxou também, fazendo com que gozássemos juntos e derramássemos nosso prazer. Gozamos forte, compassados. Ela me abraçou e disse uma frase em meu ouvido que jamais esquecerei. Ela é A mulher.



Ludmila Roumillac.

Para falar com a Lud:
lud.roumillac@sexonapontadalingua.com

11 comentários:

  1. ~ Nossa, no primeiro parágrafo pensei que era vc, mais depois a coisa foi esquentando!
    no final eu já tava todo gozado (*k k k³, brimk's)

    O Conto é ótimo, e não vulgariza a mulher além de aguçar os estintos sexuais de quem o lê.
    bjo, tá realmente MARA ;*

    ResponderExcluir
  2. Valeu Daniel!!! É sempre bom ver que tem gente que consegue ler o "além"...

    =)

    Besos!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto...envolvente, excitante...muito bom mesmo!

    Ótima semana pra vc...bjo.

    ResponderExcluir
  4. Excelente!! Muito bom mesmo. Agora vou tentar voltar o trabalho e pare levantar daqui agora só usando a velha tática de colocar a mão no bolso para disfarçar!! bjos!

    ResponderExcluir
  5. Perfeito..Conseguir imaginar a cena, como seu eu estivesse vivendo...Excitante...RS RS

    ResponderExcluir
  6. "Uma boca de anjo, um corpo de mulher...",

    Perfeito!

    Enfil

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente sensacional!

    Adorei o texto. Muito bem escrito e ainda por cima consegue mecher com a imaginação!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. realmente o texto está ótimooooooooo

    ResponderExcluir
  9. Que blog sensacional, além de instrutivo, é sensato...
    Parabéns, voltarei sempre.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  10. ótimo texto, ótima música.

    ResponderExcluir